Blog

Blog de Barão

de Barão
Por que incluir o chá pós-refeição no cardápio de final de ano?
15 de diciembre de 2020

Quando chegamos à metade do mês de dezembro, a contagem regressiva para as ceias de Natal e Ano Novo começa.

Além do cardápio, cada família também costuma manter as próprias tradições para o horário dos jantares.

Você não está acostumado a fazer a última refeição do dia às 22h ou às 24h? Já sabe que vai exagerar, pois vai querer colocar no prato um pouquinho de tudo e possivelmente repetir depois?

Para não se preocupar com as consequências de passar um pouco dos limites na hora das ceias, já pode adicionar uma tradição a mais para as noites dos dias 24 e 31 de dezembro. 

Beber um chá pós-refeição pode ajudar o seu estômago a superar os exageros com mais facilidade.

Chá pós-refeição: para que serve?

Milhares de anos. É por todo esse tempo que os efeitos de determinados chás têm sido reconhecidos por povos das mais diversas culturas como uma forma eficiente de auxiliar na digestão. 

Parte do benefício vem do próprio líquido, pois ajuda o organismo a processar melhor os alimentos. A outra parcela vem das plantas pelas quais o chá pós-refeição é composto, ricas em flavonoides, que tem ação específica sobre o sistema digestivo.

Os especialistas explicam que a infusão das ervas ideais com água quente ajuda na digestão, acelera o metabolismo, combate o inchaço pós-refeição. 

Além disso, o corpo absorve a água quente de forma mais rápida do que a gelada e, desta forma, a reposição hídrica é acelerada.

Embora não deva ser considerado um remédio para quem sofra de problemas de digestão frequentes (e nesses casos deve procurar um médico), o chá pós-refeição é uma excelente resposta aos que buscam alívio para uma refeição pesada.

O chá pós-refeição Barão, por exemplo, é composto por um mix de ervas que comprovadamente ajudam a diminuir aquela sensação incômoda no estômago.

Em um único sachê, você traz para a sua xícara a mistura entre frutos de erva doce, folhas e ramos de hortelã, flores e pedúnculos de camomila, folhas de boldo, folhas e talos de erva-mate, folhas de carqueja e infrutescência de abacaxi.

Como consumir?

O ideal é que o chá pós-refeição não seja consumido imediatamente após a refeição. Os especialistas recomendam que se espere pelo menos uma hora para, daí sim, preparar a infusão.

Outro segredo é (depois de esperar essa uma hora para que o estômago tenha tempo de absorver os nutrientes dos alimentos) consumir o chá imediatamente após o preparo, para que o efeito das ervas seja potencializado.

Além disso, é importante nunca adicionar açúcar ou mel, já que estes compostos podem fermentar e com isso dificultar a digestão.

Para preparar o seu chá pós-refeição Barão não há nenhum segredo. Coloque um sachê em uma xícara de chá e encha de água quente. Depois é só deixar o sachê na infusão, até que o sabor e o aroma fiquem do seu agrado.

Gostou de saber que pode adicionar mais esse delicioso costume às suas comemorações de final de ano? Então passe na Barão Shop agora mesmo e faça uma compra já pensando em toda a família.

banner chás barão

ATENÇÃO: as informações contidas neste artigo têm o objetivo de informar e trazer dados importantes para o conhecimento sobre o tema, mas não substituem em nenhuma hipótese a consulta e orientação profissional.

voltar