Blog

Blog da Barão

da barão
Como curar a cuia para chimarrão? 3 Formas fáceis e práticas que você precisa conhecer
26 de maio de 2021

A escolha da erva-mate, da bomba, da térmica, da cuia. Para garantir um bom chimarrão todos os detalhes importam.

Se acabou de comprar uma cuia nova, por exemplo, provavelmente você ouviu que precisa curá-la.

O processo, também chamado de curtir, é realmente necessário para as cuias mais tradicionais, que são aquelas feitas de porongo.

A resposta para como curar a cuia para chimarrão e evitar que ele fique com gosto de madeira, no entanto, não é única.

Na verdade, a técnica de curtir depende muito da tradição de cada família, não existe um método certo ou errado.

Mas, caso você não conheça nenhum método ou esteja buscando novas inspirações, preparamos este artigo para que você possa escolher a que considerar mais prática!

Por que a cuia nova tem gosto de madeira?

O porongo, material utilizado para fazer a maioria das cuias desde quando os indígenas começaram a matear, é um fruto originário da planta trepadeira da família da Lagenaria Siceraria.

Também conhecida como cabaça, os frutos da planta variam de pequeno e arredondado até grande e comprido.

Depois de colhido, se deixado secar, o porongo torna-se oco, liso e impermeável. Por conta das características, diferentes povos utilizam o porongo para confeccionar recipientes, instrumentos musicais, boias e máscaras.

Para selar os poros do material e assim o porongo se tornar o recipiente ideal para o consumo do chimarrão, perdendo o amargor característico da madeira, ele precisa passar pelo processo de curtir.

Curtir ou curar é um método simples, mas que ajuda a tirar do porongo o gosto amargo que pode prejudicar seu chimarrão e que ajuda a manter a cuia naturalmente bem conservada por mais tempo.

Como curar a cuia para chimarrão?

Aqui na Barão, a forma preferida de curar a cuia é utilizando mel. Já explicamos aqui que esse método é tão simples quanto bonito de se ver. Caso prefira não utilizar o mel, você pode substitui-lo pelo melado.

Curar a cuia com essa técnica requer apenas três ingredientes que são o mel de abelha (ou melado), a Erva-Mate Barão da sua preferência e água suficiente para preencher o interior da cuia.

1 Passo a passo para curar a cuia com mel ou melado

  • Passe mel de abelha (ou melado) no interior de toda a cuia;
  • Deixe no sol quente por 24 horas;
  • Após o tempo de repouso no sol, sem lavar a cuia, coloque 2 colheres de sopa de Erva-Mate Barão e encha de água até a borda, misture bem e deixe descansar por 3 horas;
  • Lave bem e cuia com água quente, enxugue com papel toalha. Se preferir, deixe a cuia no sol até ficar bem seca;
  • Se mesmo depois de realizado o processo a cuia não ficar agradável ao seu paladar, você pode repetir a técnica.

Que tal aproveitar para ver o vídeo e conferir como o processo de curar a cuia com mel é realmente bastante simples?

2 Curar a cuia com água quente

Caso não queira seguir o método anterior, antes de usar a cuia de porongo pela primeira vez, você pode simplesmente deixar a cuia cheia de água quente. 

Aqui, o importante é que a água seja quente, mas não fervida. Mantenha essa água dentro da cuia por aproximadamente 24 horas. 

Para complementar o processo, você pode adicionar um punhado de cinza à água. Além de eliminar possíveis fungos e bactérias, as cinzas também contribuem para enrijecer o casco.

Depois de passadas as 24 horas, a cuia deve ser lavada e ficar secando por no mínimo 72 horas na sombra. 

3 Curar a cuia com fogo

Antes de explicar o processo de curar com fogo, queremos ressaltar que apenas as cuias feitas de material orgânico devem ser curtidas.

Nessa lista, além do porongo, também entram outras composições como madeira, o chifre, e os cascos de animais.

Curar a cuia com fogo é um dos métodos mais comuns, por ser o mais rápido, mas também é o que requer mais cuidado.

Se quiser adotar essa técnica, você precisará tomar os seguintes passos:

  • Retire a grade do fogão e ligue o fogo;
  • Faça movimentos circulares com a cuia perto do fogo. Mantenha os movimentos constantes para evitar que a cuia pegue fogo;
  • Dependendo do formato da cuia, o fogo não entrará dentro dela. Nesse caso, você precisará adicionar álcool ao processo;
  • Para isso, adicione uma colher de álcool dentro da cuia e vá girando para que a substância se espalhe pelas paredes do recipiente;
  • Em seguida, acenda um fósforo dentro da cuia e vá girando devagar para que o porongo queime uniformemente, até o álcool ser consumido por completo; 
  • Por fim, basta enxaguar a cuia com água quente, deixá-la secar e ela estará pronta para o uso.

Gostou de saber como curar a cuia para chimarrão por meio desses 3 métodos? Conta para a gente nos comentários qual deles foi o seu preferido e também qual é o mais utilizado pela sua família!

voltar